Bens não duráveis: quais os principais e quais as suas diferentes?

0

Os bens não duráveis são parte importante dos produtos que chamamos de “bens de consumo”, especialmente importante para a economia de uma empresa e para a economia domiciliar. Todo indivíduo e toda empresa consomem esses produtos em larga escala, e todo bem não durável precisa da atenção do gestor financeiro, seja da empresa ou do lar, justamente por necessitar de reposição.

Mas você sabe o que é um bem não durável? Vamos aprender o que é essa categoria de ativo e porque é tão importante. Confira!

Qual é a diferença entre bens duráveis e não duráveis?

Conteúdo

Se você pensar em praticamente todas as coisas que você compra, verá que existem coisas que duram muito tempo, alguns poderíamos dizer que duram para toda a vida, e outros que você se prepara para comprar novamente daqui um tempo.

Bem, os bens da primeira categoria é o que chamamos de bens não duráveis. Os bens não duráveis são aqueles bens que podem durar por um longo tempo, alguns até poderíamos dizer que duram “para sempre”. São o caso de um imóvel, por exemplo.

Qual é a diferença entre bens duráveis e não duráveis?
Fonte/Reprodução: original.

Já os bens não duráveis são bens que tem justamente a característica contrária, são bens que acabam, que não duram e que podem ser consumidos ou destruídos de maneira muito mais fácil. É o caso de um pó de café, por exemplo, que você consome praticamente todo dia.

Alguns bens não duráveis tem uma linha tênue entre os bens duráveis. Isso porque alguns bens não duráveis, embora estraguem e sejam substituíveis, ainda assim podem durar durante um longo tempo. Por exemplo, uma comida enlatada com uma longa data de validade.

Esse produto é durável ou não durável? Depende do seu uso, no caso. Alguns bens podem variar bastante em sua utilização e depende exclusivamente do dono do objeto.

Por que os bens não duráveis são considerados mais baratos?

Os bens não duráveis podem ser encontrados frequentemente mais baratos. Afinal, eles são feitos para serem substituídos e comprados continuamente. Logo seria até mesmo algo extremamente contra comercial que fossem caros como os bens duráveis.

Já os bens duráveis são mais caros porque as empresas ou o mercado que produz esses bens não podem contar com uma compra recorrente do indivíduo.

Quais são alguns exemplos de bens não duráveis?

Vamos conhecer alguns exemplos de bens não duráveis que podem impactar o seu dia a dia. Confira!

  • Um pacote de açúcar;
  • Comidas e guloseimas no geral;
  • Fitas e adesivos;
  • Um refrigerante;
  • Um lenço umedecido;
  • Material perecível;
  • Proteínas de animais.

Esses são alguns dos bens não duráveis. Podemos verificar facilmente que todos esses bens não duráveis são frequentemente comprados e recomprados periodicamente.

Por que os bens não duráveis têm um tempo limitado de vida útil?

Alguns desses bens não duráveis tem essa características justamente porque são feitos para serem consumidos. É o caso de alimentos, por exemplo. Já outros bens duráveis tem uma característica contingente que depende do seu uso, é o caso de um vinho importado.

Uma pessoa pode consumir o vinho ou guardá-lo para sempre como um souvenir. Então muitos dos bens não duráveis tem um aspecto que depende do uso do indivíduo.

Como podemos minimizar o impacto ambiental dos bens não duráveis?

Uma das tendências do mercado é dar preferência para produtos ambientalmente sustentáveis. E claro, isso é imensamente importante. Os bens não duráveis devem ser criados e produzidos para que não impacte o meio ambiente.

E claro, a conscientização também deve vir por parte do público que deve dar sempre prioridade para bens não duráveis ecologicamente sustentáveis.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.