Credito de carbono: quais as vantagens e desvantagens de se ter?

0

Você sabia que muitas nações podem se aproveitar do fato de poluírem menos para conseguirem benefícios financeiros através do crédito de carbono? O crédito de carbono é um benefício financeiro que muitas nações podem conseguir reduzindo o número da sua emissão de carbono. Um benefício incrível para que as metas de anti-poluição sejam conquistadas e o mundo de fato seja um lugar melhor e mais saudável para se viver.

Venha entender como o crédito de carbono funciona, porque ele é importante e como as nações podem se aproveitar dele para ganhar dinheiro de fato.

O que é um crédito de carbono?

Conteúdo

O protocolo de Kyioto foi uma importante reunião que acabou definindo que a redução da emissão de carbono na atmosfera seria uma meta a ser alcançada pelas nações que participaram desta reunião. Os países que participam do protocolo são:

  • Brasil;
  • Norugega;
  • Japão;
  • China;
  • União Européia;
  • Coréia do Norte;
  • Iêmen;
  • Paraguai;
  • Argentina.

Em teoria todos esses países estão empenhados em reduzir sua emissão de carbono na atmosfera em prol do meio ambiente. Acontece que nem todos conseguem ou podem reduzir essa emissão de modo contínuo e segundo as metas estipuladas, e para tanto eles podem comprar os créditos de carbono!

O que é um crédito de carbono
Fonte/Reprodução: original

Quanto mais um país reduz a sua emissão de carbono, mais ele gera o crédito de carbono. Esse crédito de carbono é então comercializado com outros países que não conseguiram diminuir a sua própria emissão de carbono, e então podem “comprar” o crédito de emissão de carbono para conseguirem eles mesmo alcançar a meta na qual se colocaram a cumprir.

Como os créditos de carbono são calculados?

O protocolo de Kyoto foi um dos acordos mais importantes de todos os tempos para o nosso meio ambiente. Com o protocolo de Kyoto os países se colocaram algumas metas, uma das mais importantes é a de reduzir a emissão de carbono na atmosfera.

A cada uma tonelada que um país reduz de emissão de carbono, a nação ganha em troca um crédito de carbono. Esse crédito de carbono por sua vez pode abater nas metas dos outros países que não conseguiram atingir suas próprias metas, ou seja, é um mecanismo de compensação. Um mercado muito rentável para os países que têm facilidade de arcar com essa responsabilidade.

Quais as vantagens de se ter um crédito de carbono?

A principal vantagem de ter um crédito de carbono é que isso significa que a nação cumpriu com suas obrigações em pró do clima, ou seja, conseguiu arcar com a responsabilidade de diminuir a liberação de carbono na atmosfera.

Outra vantagem notória é que com o crédito de carbono a nação também consegue comercializar o crédito com outras nações que não tiveram o mesmo êxito.

Quais as desvantagens em se utilizar créditos de carbono?

A desvantagem do comércio do crédito de carbono é que alguns especialistas apontam que a prática facilita que muitas nações acabem simplesmente deixando de se esforçar para alcançar suas metas, pois elas podem comprar o crédito de carbono e assim conseguir alcançar na teoria a meta que não alcançou na prática.

Como os créditos de carbono podem ser utilizados?

O crédito de carbono é comercializado em seu próprio negócio, no Brasil, por exemplo, é comercializado na Bolsa de Mercadorias & Futuro em um formato de venda parecido com leilões.

O crédito de carbono pode ser uma excelente forma das nações conseguirem uma renda extra baseada no próprio mérito em reduzir a poluição. Uma dupla vantagem com muita sustentabilidade.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.