A renda familiar é um cálculo muito importante, que deve definir a média de gastos de uma família e as possibilidades de compra e aquisição para eles. Mas afinal, qual a renda ideal para manter uma família de, por exemplo, 4 pessoas?

Se você está se perguntando qual a renda média para um núcleo familiar semelhante, vale a pena conferir as informações abaixo:

A renda familiar é o cálculo base corresponde aos gastos necessários para manter as necessidades básicas de uma família, mas vale enfatizar que esse valor possui diversas variáveis.

Calculamos também a renda familiar a partir da soma de todos os salários presentes na residência dividido pelo número de pessoas.

Este valor é que será o gasto previsto para que a família subsidie as necessidades básicas mensais, como alimentação, acesso a educação, transporte público e vestimenta.

Qual a média salarial necessária para manter uma família de 4 pessoas?

Como você conferiu acima, a renda família é um cálculo muito importante que garante a qualidade de vida da família.

Quando pensamento em uma média salarial, incluindo os gastos básicos e considerando a inflação atual do mercado, podemos dizer que o valor esperado para que essa mesma família tenha qualidade de vida seja equivalente a

Este valor muito se afasta do salário mínimo atual, equivalente a R$1.045 2020 e projeção de R$1.079 em 2021. É importante mencionar igualmente que este valor, quando promovido pela CLT recebe descontos referentes ao INSS.

De acordo com a nova tabela do INSS para 2021, o percentual de contribuição dos trabalhadores permanece o mesmo, mas a projeção dos descontos aumenta uma vez que o salário tende a subir anualmente.

Como é realizado o cálculo do salário mínimo?

Assim como foi indicado nos parágrafos anteriores, o salário mínimo não é equivalente a média salarial esperada para que uma família brasileira de 4 pessoas possa ter acesso a qualidade de vida de acordo com os valores do mercado brasileiro.

Então como é realizado este cálculo? Bem, é interessante ter em mente que o salário mínimo foi uma conquista árdua do trabalhador e que em 2004, essa média mal superava os R$300.

Anualmente, o salário mínimo sofre reajustes com base no percentual do PIB e do INPC, mas interfere diretamente na valorização do real, na inflação e em programas sociais que promovem transferência de renda, tais como o Bolsa Família e o Salário-Família.

O cálculo visa promover acesso às necessidades básicas mencionadas, mas é atualizado dentro de uma projeção possível para o mercado de trabalho brasileiro.